[ editar artigo]

Seis dicas para seu gato não arranhar o sofá

Seis dicas para seu gato não arranhar o sofá

Arranhar sofá, cama, roupas e almofadas é um comportamento NATURAL para os gatos. Além de servir para a manutenção das unhas, também é uma forma de marcação territorial, já que os gatos possuem glândulas secretoras de odor (feromônios) entre as almofadinhas dos dedos. Dessa forma, eles arranham as superfícies para passar a mensagem de demarcação.

Alguns dos locais favoritos para os arranhões são os sofás e encostos de cadeiras estofadas. Isso acontece porque esses móveis têm a altura ideal para que o gato estique o corpo apoiando-se e são estáveis o suficiente para sustentar o peso e o movimento do gato enquanto arranha.

Por se tratar de um comportamento natural dos felinos, não há como evitar que aconteça. No entanto, algumas medidas podem ajudar a preservar seus móveis em casa.

Saiba o que você pode fazer para que seu gato não arranhe o sofá

Veja as orientações da especialista em comportamento de cães e gatos, Mari Hütner, na empresa Amigo Fiel Adestramento:

1 - Providenciar arranhadores adequados à preferência dos seus gatos deve ser o primeiro passo. Se o seu gato está arranhando o sofá, por exemplo, significa que ele tem preferência por arranhar na vertical, esticando o corpo, e então ele precisa de um arranhador reto, vertical e estável, que sustente seu peso. Existem opções no mercado, inclusive, de peças que podem ser fixadas nos cantos do sofá.

2 - Alguns gatos gostam de esticar o corpo no chão, arranhando na horizontal, e as vítimas geralmente são os tapetes. Para evitar que eles enrosquem as unhas nas fibras do tapete e dessa forma se machuquem, é recomendado dispor de arranhadores horizontais ou em rampa, feitos de material adequado para esse fim, geralmente papelão ou sisal.

3 - Outra medida que pode ajudar na preservação da mobília é manter as unhas do seu gato sempre aparadas, cortando somente as pontinhas afiadas. Se você tem dúvidas de como fazer isso, peça instrução ao seu veterinário de confiança para não cortar além da área segura. Aparar as unhas não fará com que o gato pare de arranhar, mas o potencial de destruição das arranhaduras diminui consideravelmente.

4 - Não se indica, sob nenhuma condição, utilizar aversivos para lidar com esse comportamento, como sprays de água e fita adesiva ou plástico bolha nos móveis, por exemplo.

5 - O segredo para lidar com esses comportamentos naturais da espécie que podem estar incomodando é sempre REDIRECIONAR, pois, como o próprio nome diz, são atitudes naturais dos gatos que não irão deixar de acontecer. O redirecionamento consiste em adequar o seu ambiente para as necessidades do seu gato de maneira a melhorar a qualidade de vida dele e das pessoas com quem convive.

6 - Um profissional especializado em comportamento felino pode ajudar a fazer essas adequações da melhor maneira possível de acordo com seu espaço e comportamento dos seus gatos!


Siga o Canal de Estimação também no Instagram - @canaldeestimacao, e acompanhe os nossos bastidores!

Canal de Estimação
Pauline Machado
Pauline Machado Seguir

Diretora Editorial do Canal de Estimação e apresentadora do Programa de Estimação, exibido pelo RIC Play - plataforma digital do Portal de Notícias do Grupo RIC | Rede Record do Paraná. Há 14 anos desenvolve ações em prol dos animais.

Ler matéria completa
Indicados para você