[ editar artigo]

Homeopatia é especialidade em ascensão na veterinária

Homeopatia é especialidade em ascensão na veterinária

Levando em consideração as necessidades únicas de cada indivíduo, sob seu aspecto físico, comportamental e seu relacionamento com outros seres e o ambiente em que vive, e buscando, sobretudo, seu bem-estar e tratamento holístico, a Homeopatia tem se destacado também na Medicina Veterinária.

É importante lembrar o quanto a especialidade tem contribuído também para a saúde e o bem-estar dos animais, tanto com a prática na clínica de pequenos animais, quando nos processos de produção, com impactos positivos também na saúde humana, devido aos impactos na qualidade dos alimentos e no meio ambiente.

Reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) como especialidade desde 2014, ainda são poucos os médicos-veterinários capacitados em Homeopatia Veterinária, afirma o veterinário e professor Fábio Manhoso, presidente da Comissão Técnica de Homeopatia Veterinária do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP).

A Homeopatia Veterinária segue o mesmo princípio da especialidade utilizada nos tratamentos humanos, ou seja, de que o corpo possui a capacidade de se curar e, portanto, as fórmulas homeopáticas teriam a função de auxiliar a melhorar os processos naturais de cura e reequilíbrio do organismo.

Portanto, os tratamentos homeopáticos na Medicina Veterinária também levam em consideração as características individuais de vida, de alimentação e de ambiente para que o equilíbrio do organismo do animal seja uma estratégia de cura ou de ampliação do bem-estar.

O veterinário Fábio Manhoso, explica que a especialidade já deixou para trás o seu estigma de terapêutica alternativa. “O único paradigma é a falta de informação. O médico-veterinário muitas vezes enxerga o paciente e vê apenas sinais clínicos. Nós, médicos-veterinários homeopatas, temos que enxergar o paciente de uma forma geral, de maneira holística. É isso que pregamos com essa especialidade”, afirma.

Sanidade e impactos ambientais

O médico-veterinário homeopata pode ser reconhecido também como um agente de saúde pública. O controle mais efetivo das zoonoses, por exemplo, gera menor impacto ambiental quando realizado dentro dos processos da terapêutica homeopática.

Estratégias sustentáveis de controle de ectoparasitas (que se instalam fora do corpo do animal) e de endoparasitas (que ficam no interior do hospedeiro) estão sendo desenvolvidas a partir de produtos homeopáticos, reduzindo resíduos e o impacto ambiental. “Por isso, eu classifico a Homeopatia como uma terapêutica que visa a Saúde Única, conceito da Organização Mundial da Saúde, capaz de atingir a saúde animal, ambiental e da humanidade”, completa o médico-veterinário Fábio Manhoso. 

Canal de Estimação
Canal de Estimação
Canal de Estimação Seguir

Informações para lhe manter bem informado e seu pet mais bem cuidado.

Ler matéria completa
Indicados para você