[ editar artigo]

41% pensam nos pets para escolher imóvel

41% pensam nos pets para escolher imóvel

Quase metade dos paulistas colocam os animais de estimação como prioridade ao escolherem um imóvel para comprar ou alugar.

Segundo o levantamento realizado entre abril e maio deste ano pelo VivaReal com 4.192 residentes em São Paulo capital,  41 % das pessoas consideraram fundamental que os imóveis permitam os animais, 22% das pessoas ponderaram esta questão, mas, não a tem como obrigatória, e 37% são indiferentes a este caso.

De acordo com Cristiane Crisci, gerente de Inteligência de Mercado do Grupo ZAP, cada vez mais as pessoas têm se preocupado com o assunto. “A pesquisa mostrou que imóveis que permitam a criação de animais de estimação são valorizados pela maioria dos paulistanos, inclusive mais valorizados do que área de lazer e varanda”, afirmou.

A 1ª edição da Pesquisa Nacional de Saúde, feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontou que existem mais cachorros de estimação do que crianças. O instituto revela que 44,3% os domicílios do País possuem pelo menos um cachorro, o equivalente a 28,9 milhões de unidades domiciliares.

Os dados são de 2013, ocasião em que o IBGE estimou a população de cães em domicílios brasileiros em 52,2 milhões, uma média de 1,8 por casa.

Em relação à presença de gatos, 17,7% dos domicílios possuem pelo menos um, o equivalente a 11,5 milhões de unidades domiciliares. A população de gatos em domicílios brasileiros foi estimada em 22,1 milhões, o que representa aproximadamente 1,9 gato por domicílio que tem esse animal.

Canal de Estimação
Canal de Estimação
Canal de Estimação Seguir

Informações para lhe manter bem informado e seu pet mais bem cuidado.

Ler matéria completa
Indicados para você